Demissão de trabalhador da PERBRÁS revela gestão autoritária e práticas antissindicais!

Trabalhadores da Perbrás, empresa terceirizada pela Transpetro, reuniram-se na manhã do dia 14 com demais petroleiros do TA SUAPE, em frente a portaria de acesso da empresa para protestar contra a demissão de um funcionário terceirizado, desligado sem qualquer motivo legítimo. Justamente no período em que os funcionários da prestadora de serviços estão se organizando e buscando o Sindipetro PE/PB para se filiar.

Inicialmente, a administração da Perbrás se mostrou disposta a um diálogo respeitoso na busca de estabelecer uma mesa de negociação com o sindicato para a formulação de um ACT. Porém, a demissão injustificada de um funcionário com experiência no ramo de atividade, que foi convidado pela própria Perbrás para compor o quadro funcional, denota extrema estranheza, ainda mais, depois dele e companheiros se filiarem no Sindipetro PE/PB.

Rogério dos Santos, diretor sindical que também trabalha na Transpetro, argumenta que “tudo indica que a demissão foi motivada por coerção devido a sua filiação. O funcionário demitido é um ótimo profissional, bem visto e o sindicato irá buscar justiça para esse trabalhador pois somos um time. Não vamos quebrar nenhum elo da corrente pois juntos somos mais fortes”, finaliza.

Para o sindicato, não cabe aceitar tamanho desrespeito, uma maldade que se faz com um trabalhador, não tarda por chegar a outro. Essa é a intenção da patronal, pôr medo nos funcionários em caso de organização. Revelam com isso o medo que na verdade eles têm; da força que os trabalhadores organizados e sindicalizados podem ter juntos.

A direção sindical buscará reverter essa demissão e cobra a gestão da Perbrás e da Transpetro uma mudança de postura, visando uma relação profissional e de respeito, junto aos seus funcionários, além da entidade que os representa.

Ressarcimento de IR no HRA e do abono do PCR

Pagamento das horas extras / Feriado

TV SINDIPETRO PE/PB

Siga-nos no Twitter