9º Plenafup: por um novo modelo energético para o Brasil!

O último dia da Plenária Nacional dos Petroleiros e Petroleiras consolidou os marcos da defesa da Petrobrás como empresa pública, integrada e motora do desenvolvimento nacional

O acúmulo dos três dias de debates em formato virtual, que reuniu 150 delegados e delegadas inscritos, pode se ver expresso na plenária de encerramento do 9º Plenafup. Os delegados depois de separados em grupos para debates de pautas específicas, sintetizaram um conjunto de propostas para um novo marco energético que seja calçado nos pilares do abastecimento nacional, em uma política de preços justa para a população e que transite rumo à uma estratégia de fontes limpas de energia.

Esses pilares devem consolidar os caminhos da reconstrução da uma Petrobrás pública e indutora do desenvolvimento econômico e social do país. Para isso, retomar o controle acionário pela União e frear o processo de privatizações é urgente.

Grupos de Trabalho

Já que em 2021 não haverá discussão sobre campanha salarial, visto que o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da categoria têm validade até agosto de 2022, a organização do 9º Plenafup dividiu os petroleiros e petroleiras em grupos de trabalho para discutir questões mais estratégicas indicando um plano de lutas para enfrentar o desmonte do sistema Petrobrás.

Foram 5 GTs tratando dos temas: 1. Modo negocial e a representação sindical”; 2. “Construção do modelo energético e a luta contra as privatizações”; 3. “AMS e Petros”; “A saúde, meio ambiente e segurança no trabalho, dentro e fora do espaço laboral”; 5. “A reestruturação produtiva e os impactos no trabalho, regime e jornada”.

Representação sindical

Com um avanço no processo de privatizações crescem também as dificuldades na execução dos trabalhos da categoria, pois como o interesse do ente privado passa ser a reestruturação produtiva visando a redução dos custos da operação, amplia-se o sucateamento e a precarização das condições de trabalho, exemplificado no crescimento desmedido da terceirização. Por isso, as deliberações do 9º Plenafup indicam a ampliação da representação sindical dos trabalhadores terceirizados lotados nas operadoras privadas de petróleo, gerando as condições para uma convenção coletiva que agregue todos os trabalhadores do ramo petroleiro, seja ele ligado diretamente à Petrobrás ou não.

Incidência de IR no HRA

Pagamento das horas extras / Feriado

TV SINDIPETRO PE/PB

Siga-nos no Twitter