29 de maio: derrubar Bolsonaro para salvar a vida dos brasileiros

Texto: André Justino

Centrais sindicais, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e partidos políticos preparam a realização de um grande ato nacional pelo #ForaBolsonaro nesse próximo sábado (29). A ausência de uma política consequente de combate à Covid-19 e um planejamento na assistência à população por parte do governo federal, tem provocado um genocídio que já beira a morte de 500 mil brasileiros e brasileiras, na maioria, trabalhadores pobres que enfrentam o aprofundamento da crise social e econômica, com sucessivos ataques aos direitos.

Levando em conta as limitações impostas pela pandemia, as atividades de agitação em oposição ao governo realizadas pela sociedade civil organizada, têm sido feitas até o momento pela internet, porém a insatisfação da sociedade brasileira já ganha contornos necessários por ações de rua, sempre respeitando as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), para manutenção do distanciamento social, uso de máscaras e higienização regular das mãos.

Eixos políticos da mobilização pelo Fora Bolsonaro neste dia 29 de maio

A média de mortes diárias no país é de 3 mil e mesmo assim, Jair Bolsonaro segue se portando como aliado do vírus, disseminando mentiras, causando aglomerações, desdenhando dos óbitos e propagando a doença. O Brasil enfrenta sim um genocídio capitaneado pelo Presidente da República.

O desemprego assola mais de 14 milhões de pessoas e quem consegue trabalho, enfrenta condições cada vez mais precárias, com salários menores e circunstâncias cada vez mais informais de trabalho, o que está destruindo os direitos trabalhistas. Situação agravada com o galope no custo de vida do brasileiro, levando o país novamente ao radar da ONU, no Mapa da Fome no Mundo.

O fascismo bolsonarista não se restringe a uma política de higienização social, este é um governo ecocida que derruba as matas brasileiras e às deixam em chamas, em favor da grilagem que assassina povos indígenas e quilombolas. Esse cenário é o definidor do futuro da vida, dos empregos, do país e do povo brasileiro. Pautar, apesar das difíceis circunstâncias, a saída imediata desse governo é uma urgência pela qual se faz necessário esperançar.

TV SINDIPETRO PE/PB

Siga-nos no Twitter